terça-feira, 17 de outubro de 2017

ESCLARECIMENTOS ANTES DAS CRÍTICAS!!

Na próxima semana, estarei representando o Hansenpontocom, A CONVITE, VIA OFÍCIO, da Coordenação Geral de Hanseníase e Doenças em Eliminação (CGHDE/DEVIT/SVS/MS), da implementação das atividades de campo do Projeto Abordagens Inovadoras para intensificar esforços para um Brasil livre de Hanseníase, no município de Gurupi/TO.
O referido projeto é uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), com o apoio da Fundação NIPPON.
O objetivo geral é a redução da carga de Hanseníase em municípios:
- do Mato Grosso (Cuiabá);
- Pernambuco ( Recife, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Olinda, Jaboatão dos Guararapes);
- Piauí (Teresina, Floriano, Parnaíba);
- Maranhão (São Luís, Alcântara, São José do Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar);
- Pará (Belém, Marabá);
- Tocantins (Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional).
As atividades de campo consistem em uma das etapas do projeto que envolve a atualização em serviços nas áreas de Clínica, Prevenção de Incapacidades e enfrentamento do estigma e discriminação para os profissionais de saúde que atuam nas Unidades de Saúde em atendimento às pessoas com Hanseníase.
Pessoalmente e também como gestora de projeto social, acredito que as equipes que irão a campo durante uma semana ininterrupta, repleta de trabalho e determinação, estão focadas em colaborar o máximo que puderem para o enfrentamento da doença e somar esforços que diretamente podem obter resultados positivos.
Peço aos que, no decorrer de suas demandas pessoais ou grupais tenham críticas ao projeto, que façam diretamente aos gestores do mesmo, porque minhas postagens nas redes sociais serão ESTRITAMENTE PESSOAIS, dentro do que me propus a aceitar o desafio e colaborar.
É muito triste quando fazemos postagens de cunho pessoal e recebemos críticas que deveriam ser encaminhadas diretamente aqueles que coordenam as ações.
Espero, do fundo do meu coração, que respeitem minhas postagens e não façam das mesmas uma forma nebulosa de demonstrar seus descontentamentos, já que, para isso, podem e devem fazer DIRETAMENTE a quem desejam atingir. A menos que, criticando, queiram me criticar também. Neste caso, que o façam olho no olho, onde haja o direito da defesa. Defesa esta que, a partir deste momento, sentindo-me ofendida, não irei polemizar nas redes sociais, com certeza, porque polêmica não resolve. O que resolve é trabalho. E trabalho, seja ele qual for, seja ele do tamanho que for, todos, sem distinção, podem fazer e somar. Cada um de nós é uma formiguinha muito importante. Fora das redes sociais há muito o que fazer para o Universo.
Estou neste trabalho há 15 anos, por direito como filha de ex pacientes e por uma obrigação pessoal que irei cumprir até o fim, tenha críticas ou não.
Que Deus possa iluminar a todos que irão a campo!!
Teresa Oliveira